OUTROS SITES:

Notícias

Toctao Urbanismo. Realizações em plenitude.

27 julho 2016

Hy Brazil Energia, empresa do Grupo Toctao, entrega usina em Jataí

O Grupo Toctao comemora a entrega de mais uma obra no setor energético, a Pequena Central Hidrelétrica (PCH) de Fazenda Velha, localizada no Ribeirão Ariranha, no município de Jataí, Goiás. A obra é uma parceria da Celg G&T (Geração e Transmissão), que possui 20% de participação societária, com as empresas Concrecom, Luana Participações e Construtora Villela e Carvalho, esta última responsável também pela obra juntamente com a GMW Engenharia e Hy Brazil Energia, empresa do Grupo Toctao.


A PCH Fazenda Velha foi inaugurada no último dia 8, com a presença do governador do Estado Marconi Perillo, que acionou na casa de máquinas, via tablet, o sistema operacional da usina, dando início à vazão da água que movimenta as turbinas. Marconi considerou a solenidade, “um momento especial”, ao considerar que o Brasil está praticamente parado, enquanto alguns empresários trabalham na construção de um empreendimento que vai gerar 16,5 megawatts de energia e que oportunizou milhares de empregos durante a fase de construção.



O projeto


A PCH Fazenda velha foi um empreendimento idealizado há 18 anos e que demorou 12 anos para ser licenciado. A usina tem três unidades geradoras e sistema de transmissão de interesse restrito. Sua potência total é de 16,5 MW, o suficiente para iluminar uma cidade do tamanho de Jataí, sem considerar o distrito industrial.


O projeto original previa uma usina de maior capacidade, pois teria uma queda bruta maior, entretanto, isso resultaria em um trecho de vazão reduzida (TVR) de 3.500 m de extensão, além de causar uma supressão de mata nativa considerável. Após acordo entre a Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) e Ministério Público de Goiás (GO), o projeto foi alterado para atender a melhorias ambientais como redução da extensão do TVR e da área de supressão vegetal. O novo projeto, que foi executado, tem um TVR de apenas 650 m.


As obras tiveram início em outubro de 2014, entrando em operação a 1ª turbina em abril de 2016, e a última e 3ª turbina em junho deste ano, antecipando o prazo de entrega da energia em 18 meses, já que a previsão inicial era janeiro de 2018. O orçamento do empreendimento foi de R$ 78 milhões e o custo final executado o mesmo valor, fato destacado pelo governador em seu discurso durante a solenidade de inauguração assim como a antecipação da entrega do empreendimento. “Ela foi orçada e construída dentro do valor previsto no orçamento. Isso é muito para um Brasil onde assistimos todos os dias tantos desvios e problemas”, frisou Marconi.




Preservação


O cuidado com a integração ao meio ambiente foi uma premissa básica dos empreendedores e da equipe construtora, afirma o engenheiro e diretor técnico da Hy Brazil Energia, Glauber Freitas. No local, foram criados 89 hectares de Área de Preservação Permanente (APP), com 40 hectares de mata nativa e plantadas 25 mil mudas e ainda outras 15 mil mudas serão plantadas no entorno do reservatório. “Nossa meta era deixar aquele ambiente em condições melhores do que estavam antes da implantação da usina. O objetivo proposto foi alcançado”, conta Glauber. O trabalho de paisagismo foi desenvolvido pelos paisagistas jataienses Norma Rezende Carvalho e Lailson Oliveira. Foi construído ainda um espaço de convivência para receber estudantes, professores e a comunidade em geral, para que possam compreender o processo de geração de energia renovável através de fontes hidráulicas.